O QUE FAZER EM LA PAZ // Bolívia

la-paz-2773765_640

Muita gente não sabe mas La Paz não é a capital da Bolívia. A capital se chama Sucre e fica mais ao sul do país. Mesmo assim a sede do governo fica em La Paz – que acabou se tornando uma dos municípios mais importantes de lá.

A boa notícia é que La Paz é uma cidade pequena e quase todos os principais pontos turísticos se encontram na mesma região, podendo ser feito quase tudo em pouco tempo.

Por falta de informação é super comum os viajantes acharem que não há muito o que se fazer por aqueles lados (tudo bem, não há muita coisa mesmo) mas você vai se surpreender com a cidade – assim como me surpreendi quando desembarquei por lá.

Optei por ficar 4 dias em La Paz para me adaptar com a altitude, antes de sair viajando pelo País. Vou te indicar o que se pode fazer por lá enquanto se acostuma com a falta de oxigênio.

MERCADO DAS BRUXAS

Prepare-se para o lugar mais legal da cidade!

Um mercadão a céu aberto com tudo o que possa existir para bruxarias, feitiçarias, oferendas e simpatias. Pois aqui você vai encontrar de tudo, mesmo! De óleos, velas, chás, incensos até feto de llamas. Sim, você não leu errado não. Os fetos de llamas (animais muito encontrados pelo país), estão em quase todas as banquinhas do mercadão, penduradas, secas, expostas como se fossem de brinquedo – mas são reais.

Os fetos estão entre os produtos mais procurados para oferendas e atraem também os viajantes sedentos por fazer esse registro em suas máquinas fotográficas.

Os pobres fetos de llamas, que passam dias ali pendurados, normalmente são usados para rituais de purificação de ambiente.  Diz a tradição que se enterrá-los no local em que será erguido um prédio, ou uma casa, trarão bons frutos à quem morar por ali.

Se funciona eu realmente não sei mas garanto que os fetos atraem muitos curiosos.

Para os amantes das simpatias o mercadão se tornou um shopping center cheio de opções e receitas super criativas. Dedique algumas horas do dia para passear por lá. O “mercado das bruxas” ocupa duas ruas muito famosas no centrão de La Paz: a rua Sagarnaga e a rua Liñares.

Há vários restaurantes ao longo dessas ruas – normalmente eles ficam no segundo andar dos velhos casarões que cercam o mercado.

Lá você encontra também muitos caixas eletrônicos para saques, casas de câmbio com preços bem atrativos e dezenas de agências de turismo oferecendo pacotes de passeios para todos os cantos da Bolívia.

Ao longo da sua caminhada certamente vai se deparar com grupos de “cholas” – mulheres típicas da Bolívia – que estarão lá esperando algumas de suas moedas em troca de algumas fotos ao lado delas. Se você pagá-las vai perceber que elas são muito simpáticas. Fazem pose e tudo. Mas se você tentar roubar uma foto delas escondido certamente vai ouvir alguns resmungos.

Apesar de bastante simples o Mercado das Bruxas é um lugar super astral, bem movimentado e seguro.

Clique aqui e assista a nossa visita ao mercado das bruxas em La Paz no nosso canal no Youtube.

img_bolivien_4380

shutterstock_432417265-rafal-cichawa

LUTA LIVRE DE CHOLAS

As mulheres bolivianas, assim como tantas outras pelo mundo, buscam há um bom tempo exibir a força e o poder da figura feminina. E esse empoderamento, surge também, através da luta. Um esporte que ganhou fama pelos braços dos homens vem sendo disputado por lá pelas “cholas”, as típicas mulheres do país vizinho.

É claro que tudo não passa de um show mas que vale a pena pela diversão.

A luta acontece em um ginásio na cidadezinha de El Alto, ao lado de La Paz.

O show acontece duas vezes por semana. Na minha época, terças e domingos. Nas terças é predominante turistas na plateia e aos domingos há muitos moradores locais (o que deixa tudo bem mais divertido).

Minha dica é: compre os ingressos nas agências de turismo da cidade – são muitas. Os ingressos são baratos e geralmente incluem transporte, lugar na primeira fila, uma bebida, pipoca e um brinde (uma mini chola). Caso não queira comprar antes é possível ir de táxi e comprar ingresso na hora mesmo (vai pagar ainda mais barato).

Inclua a luta de cholas na tua programação. Apesar de ser uma luta “fake” é obrigatório!

Para assistir nossa ida ao show das cholitas lutadoras basta clicar aqui e acompanhar no nosso canal do Youtube.

slide_454584_6102116_compressed

185

ESTRADA DA MORTE

Apesar de ser considerada uma das estradas mais perigosas do mundo, a rodovia virou atração turística em La Paz.

A estrada ganhou esse nome por causa das centenas de mortes que aconteciam lá por ano. Isso pq a via é bem estreita, cerca de 3 metros de largura, há quase cinco mil metros de altura – detalhe para os precipícios sem nenhuma proteção que surgem no meio do caminho.

A estrada hoje é a preferida para os viajantes aventureiros descerem de bicicleta. São 64 quilômetros de descida – tudo acompanhado de perto por guias experientes. A descida é tranquila, com carro de apoio atrás para quem desistir ao longo do percurso, e a paisagem é surpreendente. O mais arriscado são as partes de terra, geralmente embarradas pelas cataratas e pela chuva comum na região. A adrenalina tá garantida!

O preço varia de agência pra agência – normalmente entre 250 e 350 reais – e a aventura leva entre 2 e 3 horas. Apesar do preço um pouquinho salgado aproveite a sua passagem por La Paz para fazer essa descida. Vai ser inesquecível!

P11813251-1024x768

maxresdefault (1)

CHACALTAYA

Um passeio obrigatório pra quem desembarca em La Paz é visitar Chacaltaya – uma das montanhas da Cordilheira dos Andes. São 5.421 metros de altitude – vai faltar muito oxigênio por lá.

O passeio pode ser feito em algumas horas saindo de La Paz mesmo. Contratei um pacote, numa das agências de turismo da cidade, para nos levar até lá. Não tente se arriscar de outra maneira. Essa é a forma mais rápida e segura para subir o pico.

É muito comum os viajantes contratarem um táxi – o preço é bem mais alto mas vale a pena mesmo só para ter liberdade na hora da volta e não precisar esperar o restante do grupo. Ainda recomendo ir de pacote já que os motoristas são mais experientes (mais pra frente você vai entender o pq isso é importante).

Os carros partem de La Paz, atravessam a cidadezinha de El Alto, e se aproximam das montanhas nevadas da cordilheira.

A subida é alucinante. A estradinha, que leva à antiga estação de esqui da montanha, é muito íngreme e muuuuito estreita. Pra você ter uma ideia não é possível ver pela janela onde acaba a estradinha de terra e onde começam os penhascos.

A vista é absurdamente incrível. Tente não se emocionar e não se mexer muito dentro da van pq, mesmo do carro, você vai sentir os sintomas da falta de oxigênio.

Ao chegar quase no topo da montanha você vai desembarcar numa antiga estação de esqui que hoje serve de parada para um chá, banheiro e um barzinho. Descanse antes de subir o restante a pé. São mais 300 metros de subida pela neve. É lindo demais!

Apesar de ser um trecho curto levei quase uma hora pra subir até o topo – isso pq falta muito oxigênio durante a subida.

Para acompanhar a nossa subida ao topo de Chacaltaya basta clicar aqui e ver nosso canal no Youtube.

Chacaltaya-perto-de-La-Paz-Foto-Felipe-Ernesto-CCBY

VALE DA LUA

Se você comprar o passeio para Chacaltaya provavelmente vai estar incluso uma visita ao Vale de la Luna. Confesso que não me empolgou muito e como eu estava cansado de subir a montanha Chacaltaya não vi tanta graça mas o lugar merece visita, sim.

O “Vale da Lua” na verdade é um vale com uma formação rochosa que, do alto, lembra a superfície da lua.

O ingresso é muito barato, uns 7 reais, e te permite seguir por trilhas no meio das rochas.

Evite ir em dias chuvosos pq todo o passeio é a céu aberto.

Uma dica é ir de táxi – fica a uns 20 minutos de La Paz. Negocie o valor antes com o motorista e assim você poderá curtir o lugar mais disposto (já que normalmente em pacotes os passeios anteriores são bem cansativos).

58dc92c195f8e

58dc92c1dcbe6

SALAR DE UYUNI

Esse é, sem dúvida, o melhor passeio da Bolívia.

O deserto de sal, ou “salar de Uyuni”, é considerado o maior deserto de sal do mundo. Uma viagem que leva três dias – sem energia elétrica, sem banho, sem Netflix, sem conforto, para chegar a um dos lugares mais lindo do planeta.

Se você quiser dicas, como chegar e o que realmente acontece nos três dias de viagem é só clicar aqui e acompanhar o nosso roteiro pelo Salar de Uyuni – uma das experiências mais lindas que já tivemos.

bolivia-144437_640

bolivia-1476346_640

PLAZA MURILLO

A melhor forma de conhecer La Paz é caminhando, até pq a cidade é pequena podendo fazer muita coisa a pé.

Sugiro que o primeiro dia seja exclusivo para descanso (a altitude é muito forte e você precisa se adaptar se movimentando o menos possível).

No segundo dia, já um pouco mais aclimatado, indico conhecer a cidade. A “praça Murillo” é um bom passeio. É a principal praça de La Paz. É lá que estão os prédios do parlamento, do governo boliviano e a catedral. É simples, nada muito interessante, mas vale uma rápida passada.

la-paz-699333_640

IGREJA DE SAN FRANCISCO

A igreja está situada bem no centro histórico de La Paz – aliás, a melhor região para se hospedar.

Está ao lado do “mercado das bruxas” – sugiro casar os dois passeios. A igreja, principal obra antiga da cidade, é hoje também um importante museu com obras da época colonial. A praça, em frente ao prédio da igreja, também é hoje um relevante ponto para festas e manifestações. Aos domingos há sempre shows, espetáculos gratuitos, música e festas religiosas.

DSC01810

TIAHUANACO

Considerado Patrimônio Mundial da Unesco o sítio arqueológico de Tiahuanaco trata-se, na verdade, de uma antiga cidade às margens do famoso lago Titicaca. Acredita-se que as ruínas tenham mais de 300 mil anos. O local fica 72 quilômetros de La Paz e é possível incluir em seu roteiro num passeio de um dia oferecido por qualquer agência de turismo local. O fato é que depois de conhecer Machu Picchu, no Peru, e as pirâmides mexicanas, lugares como esse acabam perdendo um pouco o interesse.

Você pode ir por conta própria usando uma van (o ponto de partida é o cemitério municipal), por 5 reais cada trecho. Importante lembrar que as vans só saem quando lotam (geralmente, dez lugares).

IMG_3472_redim

IMG_3485_redim

TELEFÉRICO DE LA PAZ

La Paz já é alta – tão alta que muitas vezes falta oxigênio. Mas é possível subir ainda mais e ter uma visão incrível da cidade lá de cima. Um teleférico super moderno liga La Paz ao município vizinho de El Alto (onde está o aeroporto). O ingresso é muito barato e o passeio bem rápido. Sugiro fazer esse tour aos domingos pq você já aproveita para conhecer a feirinha de El Alto.

cable-car-la-paz-bolivia

FEIRINHA EM EL ALTO

A famosa feirinha de El Alto acontece todos os domingos e começa exatamente na saída do teleférico. Você pode casar o passeio de teleférico com visita à feira.

A feira, chamada de “16 de Julio”, é bem simples mas bem animada. Você vai encontrar de tudo – tudo mesmo. Vale pela curiosidade e por passear na feira considerada uma das maiores à céu aberto do mundo.

Mercado_del_alto_cda2315a38e5b38f507dc41966b9b38f

IMG_2645

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s